BMW deve decidir sobre fábrica no Brasil em até 4 semanas

Decisão sobre abrir uma fábrica no Brasil deve sair dentro de três ou quatro semanas

REUTERS – A BMW afirmou nesta quinta-feira (27) que a decisão sobre abrir uma fábrica no Brasil deve sair dentro de três ou quatro semanas.

O diretor de vendas da montadora, Ian Robertson, disse que todas as fábricas no mundo estão operando na capacidade máxima.

Segundo ele, a montadora não vê nenhuma necessidade de programas de corte de custos, como ocorreu com a rival Mercedes, apesar de ver o próximo ano com cautela.

“Os mercados continuarão desafiadores na Europa em 2013 e provavelmente em 2014”, disse Robertson hoje, em evento do setor em Paris.

“Vamos entrar no próximo ano com cautela, mas temos nossa base de custo sob controle e sabemos quais alavancas puxar”.

Fonte: Folha.com

 

 

 

Anúncios

Primeiros ônibus híbridos produzidos pela Volvo no Brasil entram em circulação

770 Hybrid começou a rodar em Curitiba (PR)

Volvo 770 Hybrid no PR

Começaram a rodar em Curitiba (PR) os primeiros ônibus híbridos produzidos pela Volvo no Brasil. Movido à eletricidade e a diesel, o chassi 770 Hybrid promete reduzir em 90% a emissão de gases poluentes na comparação com os atuais ônibus com motor Euro 3.

Ônibus – No total, serão 30 ônibus híbridos Volvo circulando na capital paranaense. Inicialmente, dez deles farão a linha Interbairros I, enquanto os outros 20, ainda sem data para entrar em circulação, irão substituir os veículos que fazem as linhas Detran-Vicente Machado, Água Verde-Abranches, Juvevê-Água Verde, e Jardim Mercês-Guanabara.

A fábrica da Volvo em Curitiba é a primeira fora da Suécia, sede mundial do grupo, a produzir chassis híbridos da marca. A produção desses veículos foi iniciada em junho deste ano e, de acordo com a montadora, outras unidades serão destinadas a São Paulo, além de Curitiba.

Redução – No ônibus híbrido da Volvo, um motor elétrico é utilizado para arrancar e acelerar até uma velocidade de aproximadamente 20 quilômetros por hora, além de gerar energia durante as frenagens. A motorização a diesel entra em funcionamento em velocidades mais altas, ficando desligada quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos. Segundo a fabricante, a tecnologia utilizada no 770 Hybrid permite uma economia de diesel de até 35% e reduções de 90% de material particulado e NOX (Óxidos de Nitrogênio), além de 35% menos CO2.

Fonte: Canal do Transporte

 

 

 

Para transportadores, crescimento econômico será menor em 2012

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou nesta quarta-feira, dia 26/09, pesquisa feita pela instituição com profissionais do segmento sobre os rumos econômicos da atividade rodoviária para este ano de 2012. De acordo com o levantamento, 51,1% dos entrevistados esperam uma redução do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), índice quase seis vezes superior ao de março, mês da primeira pesquisa, quando houve taxa de apenas 8,7%.

Ainda de acordo com a amostra, metade dos transportadores acredita que os índices de inflação devem aumentar até dezembro, resultado também elevado se comparado a pesquisa anterior, quando 38,4% afirmaram que a taxa de inflação seria mais elevada.

Sobre as principais atividades ligadas ao setor, a maioria dos transportadores espera que ocorra redução no acumulado da receita bruta (41,1%), número de viagens (44,4%) e volume de carga, além da quantidade de passageiros transportados (38,9%).

No primeiro semestre, por exemplo, 57,8% dos entrevistados apostavam no aumento da receita bruta em 2012, número que baixou para 24,4% após seis meses. Sobre a contratação formal de empregos, aumentou para 31,1% a parcela dos que acreditam na redução da oferta de novas vagas de trabalho – em março, a taxa era de 16,6%.

Também aumentou o número de transportadores que acreditam em uma elevação no custo dos insumos. Para 84,4% deve aumentar o preço do diesel, 85,6% esperam elevação em lubrificantes e 77,8% apostam em preços mais altos para pneus. Em março, a sondagem da CNT revelou que as taxas eram de, respectivamente, 60,2%; 68,5%; e 73,4%.

Entre os entrevistados, 91,1% disseram que a crise econômica internacional afetará o Brasil. Na pesquisa realiza em março, 84,4% fizeram essa afirmação. Além disso, 87,9% dos empresários afirmam que a crise deve ter um impacto alto ou moderado sobre a economia nacional. No levantamento anterior, o índice era de 77%.

Investimentos programados

Segundo a pesquisa, os transportadores esperam manter o nível de investimentos na atividade este ano. Para 61,1%, a expectativa é de manutenção do tamanho da frota. Mais de 64% têm a expectativa de manter a abrangência geográfica do negócio e pouco mais de 75% devem continuar com as mesmas instalações físicas, sem ampliação.

No caso dos juros, 44,4% dos entrevistados disseram que eles devem ficar estáveis em 2012 – em março, o índice era de 29,8%. No início do ano, a maioria dos entrevistados – 34,9% – acreditava na elevação das taxas. O percentual baixou para 20% em setembro

Fonte: Portal O Carreteiro

 

 

 

Polícia desarticula grupos flagrados em esquema de roubo de cargas

Em 2010, vídeo feito por policiais disfarçados ajudou a identificar suspeitos.
Polícia Rodoviária diz que grupo cometeu cerca de 30 roubos na Bahia.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu 17 pessoas e apreendeu dois adolescentes por roubo de carga durante uma operação realizada na cidade de Nova Itarana, região sudoeste da Bahia, na madrugada desta quinta-feira (27).

Os suspeitos fazem parte de grupos formados por moradores de um povoado da região, que agem juntos nas rodovias que cortam o estado, segundo o órgão. A ação contou com o apoio da Polícia Civil.

Os suspeitos foram identificados a partir de um vídeo feito por policiais rodoviários disfarçados, em junho de 2012. As imagens mostram dezenas de pessoas roubando uma carga de charque de um caminhão que tombou na BR-116.

“Muitos caminhoneiros têm parado na BR com defeito no próprio carro e, em seguida, aparece alguém. O pessoal que fica na BR fingindo que está vendendo alguma coisa, com o celular, já chama suas quadrilhas, vão e atuam roubando os caminhoneiros”, explicou o delegado Arão Borges.

A quadrilha, que agia na rodovia desde 2010, cometeu pelo menos 30 roubos, segundo a polícia. Eles pegavam diversos tipos de mercadorias, informou a polícia, entre cargas de pneus, cosméticos e eletrodomésticos. “Essa é uma das ações que fizemos e outras virão com certeza”, afirmou o inspetor Junaldo Correia.

Fonte: G1

 

 

 

Postos terão etanol 2G no ano que vem

A GraalBio deverá ser a primeira empresa a produzir o 2G no Brasil graças a parceira firmada com a Chempex, subsidiária da italiana Mossi & Guisolfi (M&G)

O etanol de segunda geração estará disponível nos postos de combustíveis do país em dezembro de 2013. A previsão é da empresa GraalBio Investimentos S/A, do grupo brasileiro Graal, que promete uma produção inicial de 82 milhões de litros na primeira de cinco plantas que pretende instalar em cinco anos. A produção do etanol de segunda geração, ou etanol 2G, utiliza uma nova tecnologia que aproveita também o bagaço da cana, aumentando a produtividade entre 30% e 40%. O etanol 2G está sendo visto como uma espécie de pré-sal do biocombustível, atraindo empresas e centros de pesquisas, como o Instituto de Pesquisa Tecnológicas da USP e o CTC, de Piracicaba.

Nesse impulso, agências financiadoras já reservaram orçamentos para o 2G. “A GraalBio investirá R$ 300 milhões para produzir etanol de segunda geração. O BNDES já sinalizou que o projeto foi enquadrado e o financiamento poderá superar 70% desse valor. Esses recursos serão absorvidos em importação de equipamentos e construção da planta”, explica Bernardo Gradin, presidente da GraalBio.

A GraalBio deverá ser a primeira empresa a produzir o 2G no Brasil graças a parceira firmada com a Chempex, subsidiária da italiana Mossi & Guisolfi (M&G), uma das maiores produtoras de PET do mundo. “Assinamos o contrato em janeiro de 2012 e compramos o direito de aplicar a tecnologia no Brasil. Em seguida, nos associamos com uma usina de primeira geração de etanol. Nossa expectativa, num cenário arrojado, é de ter a primeira planta em escala comercial no Brasil, produzindo 82 milhões de litros em dezembro de 2013”, explica.

A próxima empreitada da empresa será construir outras quatro plantas em cinco anos com a intenção de produzir, em cada uma delas, 100 milhões de litros de etanol 2G. “Ainda estamos negociando onde serão construídas as fábricas, mas já temos conversas adiantadas na região Nordeste, e nos estados de Minas Gerais e São Paulo, porém ainda não fechamos os contratos”, diz.

Em outra frente, o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), instalado em Piracicaba, no interior de São Paulo, já está em fase adiantada em suas pesquisas com o etanol 2G. A etapa de laboratório ocorreu no biênio 2008/2009, e nos dois anos seguintes foi concluída a escala piloto. “A nossa etapa atual é de demonstração. Será montada uma planta no próximo ano, que deve entrar em operação em 2014. Trata-se de uma unidade cerca de dez vezes menor que uma planta comercial”, adianta Oswaldo Godoy Neto, gerente de projetos de pesquisa do CTC. Os recursos virão do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) que vai disponibilizar R$ 3 bilhões, nos próximos quatro anos, para apoiar o desenvolvimento de projetos do etanol 2G e projetos que visem o desenvolvimento, a produção e a comercialização de novas tecnologias industriais destinadas ao processamento da biomassa proveniente da cana-de-açúcar.

“Tomamos um empréstimo do BNDES de R$ 350 milhões que serão absorvidos em mais de oito projetos envolvendo desde cana até desenvolvimento de enzimas e projetos para a produção de etanol de segunda geração”, explica o gerente de projetos. A planta de demonstração produzirá entre 20 e 30 mil litros de etanol/dia e a comercialização da nova tecnologia está prevista para 2016. “O etanol de segunda geração será o nosso pré-sal, porque entre 2016 e 2020 a meta é dobrar a produção atual desse combustível no Brasil”, explica. Na safra 2012/2013, a produção brasileira de etanol (combustível e não combustível) deve atingir 24 bilhões de litros, 5% acima da temporada anterior, segundo a consultoria F.O. Licht. A produção de etanol combustível deve ser de 22 bilhões de litros, ante 20,9 bilhões de litros na safra anterior.

Fonte: Valor Econômico

 

 

 

Infraero investirá R$ 26 milhões em novo transelevador para terminal de carga de Manaus

Ordem de Serviço para o fornecimento e instalação do equipamento já foi assinada

O Teca (terminal de logística de carga) do Aeroporto Internacional de Manaus/Eduardo Gomes (AM) ganhará um novo equipamento para atualizar e expandir seu sistema de armazenamento de cargas verticalizadas. A Infraero assinou nesta semana a Ordem de Serviço para o fornecimento e instalação de um transelevador, que representará investimentos da ordem de R$ 26 milhões.

Equipamento – Segundo a Infraero, o novo transelevador do Teca de Manaus contará com três corredores de 2.112 posições para pallets, cada uma com capacidade de armazenamento de até uma tonelada, além de 2.226 posições para caixas pequenas e 630 posições para volumes grandes, com capacidade de até 30 kg cada posição. A previsão é que a instalação seja concluída até o final do próximo ano.

O atual sistema do terminal tem seis corredores com 6 mil posições de pallet de capacidade até uma tonelada e 5 mil posições para caixas com capacidade até 30 kg. Com o novo equipamento, de acordo com a administradora portuária, a expectativa é que o complexo logístico tenha um ganho de capacidade de processamento de 25%, além de atender às necessidades das indústrias que operam sob o regime aduaneiro da Linha Azul e operam no local.

Fonte: Canal do Transporte

 

 

 

Obras nas BRs 470 e 280 começam a sair do papel

Nesta semana, o governo federal apresentou os editais de licitação do lote 3 das obras de duplicação da BR-470 e do lote 2.1 das obras duplicação da BR-280. O projeto de duplicação dessas rodovias foram elaborados em lotes separados, possibilitando licitá-los individualmente à medida que são concluídos.

Conforme informações do governo, a duplicação da BR-470 – Navegantes a Indaial, em Santa Catarina – tem quatro lotes de projeto para os 74 quilômetros de extensão. A duplicação da BR-280, entre em São Francisco do Sul e Jaraguá do Sul, também no Estado, está dividida em três lotes com extensão total de 74,6 quilômetros. A previsão é que os demais lotes das duas obras tenham os editais de licitação lançados até dezembro deste ano.

Segundo o Ministério dos Transportes, as obras nessas rodovias incluem a execução de obras de recuperação/restauração do pavimento e a incorporação de dispositivos para a segurança viária, como viadutos e passagens de pedestres. Inclui também medidas necessárias ao ordenamento do tráfego local (veículos e pedestres) com a execução de ruas laterais, calçadas e ciclovias.

Fonte: Portal O Carreteiro