Dilma anuncia investimentos do PAC 2

Serão gastos R$ 32 bilhões em mobilidade urbana

O Rio de Janeiro (RJ) é a cidade que receberá o maior investimento: R$ 4,2 bilhões

A Presidente Dilma Rousseff anunciou, na última terça-feira, 24, os projetos selecionados pelo PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) para a área de mobilidade urbana nas grandes cidades. Os investimentos serão de R$ 32 bilhões e serão aplicados em 51 municípios, de 18 estados brasileiros, na área de transporte urbano.

O Rio de Janeiro (RJ) é a cidade que receberá o maior investimento: R$ 4,2 bilhões. Fortaleza (CE), com R$ 3,4 bilhões, e São Paulo (SP), com R$ 3,2 bilhões, aparecem na sequência. Dos R$ 32 bilhões a serem gastos, R$ 22 bilhões são recursos do Governo Federal e, o restante, virá de contrapartidas de estados e municípios.

De acordo com Dilma, o montante será utilizado em novos projetos de metrô, Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e corredores de ônibus que irão beneficiar os moradores de cidades com população acima de 700 mil habitantes.

“O Brasil tem que investir em metrô. Antes, as cidades não tinham condições de fazer isso porque era muito caro. Hoje, os governadores têm enorme dificuldade para construir metrôs com a cidade funcionando. É um duplo desafio”, diz a Presidente.

O objetivo é construir mais de 600 quilômetros de vias, 200 quilômetros de trilhos, 381 estações e terminais. Além disso, serão adquiridos 1.060 veículos para sistemas sobre trilhos. Os estados e municípios com projetos selecionados terão 18 meses para entregar os projetos finalizados.

Fonte: Webtranspo

Anúncios

Detran confirma datas de licenciamento comuns para caminhões

O DETRAN de São Paulo publicou um comunicado confirmando a medida que unifica as datas de licenciamento para veículos de carga registrados como caminhão e caminhão-trator.

A medida é resultado de um pedido do SETCESP e acaba com um problema sério enfrentado pelas transportadoras. Confira o comunicado na íntegra:

“O Coordenador do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo, Considerando o disposto no Artigo 96, da Lei nº 9503, de 23/09/1997 (Código de Trânsito Brasileiro);

Considerando o disposto no Artigo 4º do Dec nº 57.517, de 11/11/2011, que fixa o calendário para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA relativamente ao exercício de 2012 no Estado de São Paulo, publicado no DOE de 12/11/2011;

Considerando a necessidade de ampla divulgação para conhecimento das Unidades de Trânsito, das Empresas Credenciadas e Contratadas pelo DETRAN-SP, dos Despachantes, dos Órgãos de Policiamento e Fiscalização de Trânsito e do Público em geral, COMUNICA:

O disposto nos inciso II e §1º, do Art 1º da Portaria DETRAN nº 1520, de 29/12/2011, que estabelece o calendário anual para o licenciamento de veículos no exercício de 2012, aplica-se aos veículos registrados como caminhão e caminhão-trator”.

DETRAN-SP

Fonte: SETCESP

Tracker faz balanço de ocorrências no primeiros trimestre do ano

Betancur: Chama a atenção é o aumento de roubos e furtos envolvendo carros acima de R$ 50 mil

Roubos e furtos crescem 16,8%

Caminhões tiveram queda de 36,1% no número de ocorrências registradas

O número de ocorrências de roubo e furto de veículos no Brasil voltou a crescer. Segundo a Tracker, maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país, nos três primeiros meses do ano aumentou 16,8%, quando comparado com último trimestre de 2011

O acréscimo foi impulsionado pelos utilitários (47,7%) e veículos leves (12,7%). Caminhões tiveram queda de 36,1% no número de ocorrências. Entre janeiro e março a empresa registrou 882 ocorrências envolvendo carros, caminhões, utilitários e motos. Já no último trimestre de 2011 esse número foi de 755.

A alta mais significativa foi na categoria utilitários (47,7%), o número saltou de 130 para 192. Entre os veículos leves (automóveis e motos) também houve aumento. No período de outubro a dezembro de 2011 foram 529 recuperações.

Boa notícia

Já nos primeiros três meses deste ano, foram 596 eventos, acréscimo de 12,7%. A boa notícia fica por conta da queda de 36,1% nas ocorrências envolvendo caminhões. Já no comparativo com os três primeiros meses do ano passado, o número de eventos ficou praticamente estável. No primeiro trimestre de 2011, a Tracker registrou 875 recuperações ao todo.

“O que nos chama a atenção é o aumento de roubos e furtos envolvendo carros acima de 50 mil reais. Em 2011, de cada 10 automóveis recuperados pela Tracker, quatro estavam avaliados nessa faixa de preço. Entre janeiro e março de 2012 o índice subiu para 55%”, destaca diretor de Operações da Tracker, Carlos Alberto Betancur.

O Grupo Tracker pertence ao Tracker VSR Group, que está presente em 19 países, entre eles Alemanha, Brasil, Espanha, Colômbia, Venezuela e América Central. Atualmente é a maior empresa de rastreamento do país oferecendo produtos para os mercados Segurador, Transporte e Logística, Construção Civil e Agrícola, além de veículos de passeio.[2]

Em onze anos de atividade, já recuperou mais de 21 mil veículos, evitando um prejuízo de cerca de R$ 1,4 bilhão. A tecnologia utilizada nos rastreadores da Tracker é a radiofrequência, considerada a melhor solução para roubo e furto e imune à ação de inibidores de sinais – jammers. Também oferece produtos baseados no GPS/GPRS indicados para monitoramento e gestão de frotas. No Brasil, foi a primeira empresa do setor a obter a certificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Também é certificada pela Anatel e Cesvi.

Fonte: Segs

CET altera sentido de circulação em vias na região da av. Paulista

As ruas Barbosa Rodrigues e Herculano de Freitas passam a ter trecho com sentido único, em direção a rua Peixoto Gomide.

Duas vias na região da avenida Paulista terão a circulação alterada a partir do próximo sábado.

As ruas Barbosa Rodrigues e Herculano de Freitas passam a ter trecho com sentido único, em direção a rua Peixoto Gomide.

Na Herculano de Freitas, o estacionamento será liberado no lado esquerdo, mas proibido no direito, de segunda a sábado, das 7h às 21h

Fonte: Folha de S. Paulo

DER recupera rodovias na regiões do Sertão e Cariri

Para maior rapidez na conservação de rodovias, o governo estadual, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem, contratou firmas especializadas para intensificar os serviços de recuperação e manutenção.

Além das firmas contratadas, o programa de recuperação de rodovias envolve as equipes de máquinas e pessoal das oito Residências Rodoviárias do DER localizadas em todas as regiões do Estado. O programa visa restaurar trechos rodoviários que apresentam falhas no asfalto e oferecer melhores condições de segurança e de tráfego para os veículos.

Seguindo a orientação do governador do Estado, a diretoria do DER firmou contrato com firmas especializadas na recuperação de rodovias para execução do programa, exigindo especialmente qualidade e rapidez dos serviços.

As seis primeiras rodovias com serviços de recuperação estão nas regiões do Brejo (BR-230/Gurinhém/Mulungu), com 20,8 km, pela construtora Potiguar; PB-032: (BR-101/Pedras de Fogo), com 22 km; PB-149 (BR-412/Queimada/Boqueirão), com 29 km, pela construtora 3C Engenharia; PB-325: (BR-230/Catolé do Rocha), com 49 km; PB-221: (Santa Luzia/São José do Sabugi), com 17 km, e a PB-250 (Prata/Ouro Velho), com 32 km, sendo as obras das três últimas executadas pela construtora Progresso.

As construtoras têm um prazo de seis meses para concluir o que consta dos contratos assinados com o DER.

O superintendente do DER, Carlos Pereira, destacou que o trabalho executado pelas Residências Rodoviárias tem conseguido deixar em boas condições de tráfego centenas de rodovias. Ele lembra que o Programa Caminhos da Paraíba está em andamento em mais de 30 rodovias, onde estão sendo realizados trabalhos de pavimentação e restauração.

Fonte: PB Agora

Polícia Federal desarticula quadrilha que contrabandeava cargas de videogames

Operação Estada Real realizou nesta terça a apreensão de cargas e a prisão de sete pessoas envolvidas com crimes de descaminho e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal e a Receita Federal realizaram nesta terça-feira (24) a Operação Estrada Real, que desarticulou um grupo suspeito de contrabandear cargas de eletrônicos para o Brasil, sonegando impostos e atuando na lavagem de dinheiro.

Sete pessoas foram presas e outras seis são consideradas foragidas. A polícia cumpriu mandados de prisão em São Paulo, Belo Horizonte (MG) e Foz do Iguaçu. As prisões são fruto de um inquérito instaurado no ano passado, que deu origem a um trabalho de investigação sobre empresas que recebiam elevadas transferências bancárias na capital mineira.

Os remetentes do dinheiro são empresas paulistas que atuam na importação e distribuição de produtos eletrônicos, principalmente consoles de videogame, acessórios e jogos eletrônicos de marcas consagradas.

A Receita Federal estima que os crimes cometidos pelo grupo tenham causado prejuízo de R$ 100 milhões aos cofres púbicos. Segundo a Polícia Federal, os videogames eram adquiridos no Paraguai e seguiam para São Paulo de caminhão, onde eram montados e embalados, recebendo selos falsos de autenticidade, e eram vendidos com notas fiscais falsas no varejo.

Os envolvidos responderão por crimes de descaminho, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsidade ideológica, evasão de divisas e sonegação fiscal. Juntas, as penas podem chegar a 28 anos de prisão.

Fonte: Portal Transporta Brasil

Governo de São Paulo quer padronizar restrições aos caminhões

Grupo de estudos formado pela Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano que unificar horários de proibição aos caminhões em todos os municípios da Região Metropolitana de São Paulo

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano de São Paulo criou um grupo de trabalho para debater o transporte de cargas na região, com a participação de seu titular, o secretário Edson Aparecido, do secretário estadual de Transporte e Logística, Saulo de Castro Abreu, dos prefeitos de São Bernardo do Campo, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Mairiporã, Franco da Rocha, Osasco e Guarulhos, além dos representantes das entidades: Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Consórcio Municipal da Grande São Paulo Norte, Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos e SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região).

A comissão criada para debater o transporte e a logística na maior zona urbana do País realizará encontros para definir propostas e soluções para a mobilidade urbana. Um dos consenso do grupo é padronizar as restrições aos caminhões em todas as cidades que formam a região metropolitana. “Chegamos ao entendimento de que há necessidade de haver regras unificadas nas cidades da Região Metropolitana. O transporte de cargas precisa ser unificado, não é mais possível que haja regras específicas para cada município”, explica Aparecido.

O objetivo é dar início a estudos de planejamento estratégico do transporte de cargas nas 39 cidades que formam a região. “Pela primeira vez estamos discutindo de forma integrada a questão da logística da Região Metropolitana de São Paulo, tema que é cada vez mais importante. Iniciamos um estudo para a partir dele  desenvolver um plano mais amplo e estratégico, levando em conta toda legislação e o sistema de cada município. Esse plano será definitivo e levará em conta todo o sistema de transporte da região, como o rodoanel, ferroanel e hidrovia”, comenta Edson Aparecido.

Fonte: Portal Transporta Brasil